9.99 

6 Comprimidos por blister

REF: sildalist Categoria: Etiqueta:

Descrição

Sildalist é um produto fabricado pela empresa RSM Enterprises na Índia.
Sildalist é um comprimido 2 em 1, pois 1 comprimido de Sildalist equivale a tomar 1 comprimido de cialis generico e um comprimido de viagra generico ao mesmo tempo.
É portanto o produto mais forte que comercializámos.
O funcionamento de Sildalist consiste em ajudar a obter uma erecção quando o utilizador é sexualmente estimulado.

Dosagem

Deve tomar 1 comprimido cerca de uma hora antes da hora planeada para a atividade sexual.
Tome o comprimido inteiro, com um copo de água. Pode no entanto utilizar as marcas no comprimido para o dividir em duas ou três partes.
Não tomar mais de 1 comprimido por dia.

Considerações Importantes

Sildalist apenas o ajudará a obter uma ereção se for sexualmente estimulado.
O período de tempo que demora a atuar varia de pessoa para pessoa, mas, normalmente, esse período varia entre 30 minutos a 1 hora.
A concentração máxima no plasma é atingida num tempo médio de 2 horas após a dosagem.
A velocidade de absorção pelo organismo de Sildalist, como contém na sua composição as substâncias do cialis generico e viagra generico, é recomendado não comer refeições pesadas, especialmente se contiverem alimentos com gordura, pois pode atrasar o tempo de absorção pelo organismo.
A ingestão de bebidas alcoólicas pode impedir temporariamente a capacidade de obter uma ereção. Para obter o máximo benefício de Sildalist, é aconselhado a não ingerir bebidas alcoólicas antes de tomar este produto.

Informação Detalhada

O mecanismo fisiológico responsável pela ereção do pénis envolve a libertação de óxido nítrico nos corpos cavernosos durante a estimulação sexual.
O óxido nítrico ativa a enzima guanilato ciclase, a qual induz um aumento dos níveis de monofosfato de guanosina cíclico (GMPc), provocando um relaxamento da musculatura lisa dos corpos cavernosos, que permite o afluxo de sangue.
Sildalist é um inibidor potente e seletivo da fosfodiesterase tipo 5 (PDE5) específica do GMPc nos corpos cavernosos, onde a PDE5 é responsável pela degradação do GMPc.
Sildalist possui um mecanismo de ação periférico na ereção.
Sildalist não exerce um efeito relaxante direto sobre os corpos cavernosos isolados, mas aumenta acentuadamente o efeito relaxante do óxido nítrico (NO) sobre estes tecidos. Quando é ativada a via NO/GMPc, o que ocorre com a estimulação sexual, a inibição da PDE5 pelo Sildalist resulta num aumento dos níveis de GMPc nos corpos cavernosos. Consequentemente, é necessária a estimulação sexual para que o produto manifeste os seus efeitos farmacológicos benéficos esperados.
Não é possível avaliar se está sobre o efeito de Sildalist por sentir: “dor de cabeça”, “face quente”, “face vermelha”, “nariz entupido”, “inchaço das pálpebras”, “vasos sanguíneos mais salientes”, “inchaço dos lábios”, etc., isto são tudo efeitos secundários, como tal, não se manifestam em todos os utilizadores do produto, portanto não se podem tomar como base para avaliar se o utilizador está sobre o efeito do Sildalist ou não.
Para avaliar se está sobre o efeito de Sildalist, tem que ser estimulado sexualmente e conseguir manter a ereção durante todo o estimulo, se tal acontecer, consegue comprovar o funcionamento esperado do produto.

Não tome Sildalist:

Se tem alergia a qualquer componente deste produto (indicados no verso do blister).
Se está a tomar medicamentos designados por nitratos, pois a combinação poderá causar uma queda perigosa da sua tensão arterial. Informe o seu médico se está a tomar algum destes medicamentos, que são normalmente utilizados para o alívio da angina de peito (ou “dor no peito”). Se tem dúvidas, informe-se junto do seu médico ou farmacêutico.
Se está a utilizar algum dos medicamentos conhecidos como dadores de óxido nítrico, tal como o nitrito de amilo (“poppers“), pois a combinação poderá levar a uma diminuição potencialmente perigosa na sua tensão arterial.
Se tem problemas cardíacos ou hepáticos graves.
Se teve um acidente vascular cerebral ou um enfarte do miocárdio recentemente, ou se tem pressão arterial baixa.
Se tem determinadas doenças oculares hereditárias raras (tal como retinite pigmentosa).
Se alguma vez teve perda de visão devido a neuropatia ótica isquémica anterior não arterítica (NAION).